Sforum

sexualide


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Agências contam 140 mil afectados

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Agências contam 140 mil afectados em Qua Abr 21, 2010 2:17 am

Mais de 140 mil clientes de agências de viagens portuguesas tinham sido afectados até ontem pelas restrições do espaço aéreo devido à nuvem de cinzas do vulcão islandês. Só no Algarve, continuam retidas entre 15 mil a 20 mil pessoas, e deixaram de entrar cerca de 40 mil turistas, segundo a direcção do Turismo do Algarve.

A estimativa feita pela Associação Portuguesa das Agências de Viagem e Turismo "se pecar, peca por defeito", disse ao CM fonte da APAVT, explicando que os 140 mil afectados se referem tanto a portugueses que não saíram como a estrangeiros que não entraram.

Nesse sentido, é difícil contabilizar já os prejuízos, porque se referem a casos muito distintos (que incluem desde voos de um ponto para outro até programas de viagens completos) e a situação ainda está em evolução. Ainda ontem, a Aeroportos de Portugal (ANA) dava conta do cancelamento de 227 voos. Com esta suspensão de voos, a TAP calcula perdas diárias de dois milhões de euros.

Também os estabelecimentos hoteleiros estão ainda a fazer contas. "A percepção é de equilíbrio, porque os que permanecem no País compensam os que não entraram", adianta fonte da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP).

No Algarve, por exemplo, o presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos daquela região confirma esta situação. "Os turistas que permanecem no Algarve estão a permitir minimizar os prejuízos", assegura ao CM Elidérico Viegas. Mas alerta para a situação "terrível" que representará para o turismo algarvio caso as restrições aéreas se prolonguem para lá do fim-de-semana. É que é a partir da próxima semana que se acentua o crescimento do número de turistas na região.

A Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor também espera que a situação melhore. Segundo Laurentino Almeida, delegado da ARAC no Sul, a quebra no aluguer de viaturas varia entre os 25 e os 40 por cento, mas se a situação se prolongar "poderá vir a ser catastrófica".

14 MIL VOOS APROVEITAM BRECHA NA NUVEM

Uma ligeira dispersão da nuvem de cinzas vulcânicas e o levantamento parcial das restrições à circulação no espaço aéreo europeu permitiram ontem a realização de mais de 14 mil voos na Europa – mais de metade do total previsto – mas a situação deverá ainda levar dias ou semanas a ser regularizada.

A maior parte dos aeroportos foi total ou parcialmente reaberta, mas o mais movimentado aeroporto europeu – Heathrow, em Londres – continuou encerrado, tal como a maior parte do espaço aéreo britânico, devido a uma nova nuvem.

APONTAMENTOS

ESPERA CONTINUA

Para muitos dos passageiros afectados a espera deverá prolongar-se por mais alguns dias, já que algumas companhias aéreas estão a dar prioridade aos passageiros com voos marcados para esta semana.

MARINHA DÁ UMA AJUDA

O navio de guerra ‘HMS Albion’ – um dos três mobilizados pela Marinha britânica para ajudar os passageiros impedidos de voar – recolheu ontem mais de 300 pessoas em Santander (Espanha).



fonte: Raquel Oliveira com J.M.G.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum